Processos Licitatórios

Certidão Negativa

Tributos Online

Gestão Fiscal

Concurso Público

Legislação Municipal

Nota Fiscal Eletrônica

Portal da Transparência

Diário Oficial Online

Ouvidoria Municipal

Livro Eletrônico

Informações COVID-19

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / pandemia

Confira todas as notícias e publicações oficiais sobre a Covid-19 em Ortigueira

Segunda-feira, 11 de maio de 2020

Visualizada 1060 vezes

Nova seção do site mantém informações atualizadas sobre o novo coronavírus


         

 

LEGISLAÇÃO MUNICIPAL COVID-19

                                                     


ORTIGUEIRA ZERA CASOS SUSPEITOS DE COVID 
(1/6, às 10h55)

Sete casos que estavam sob suspeita do novo coronavírus foram descartados pela Secretaria Municipal de Saúde no final de semana. Com isso, o número de casos descartados nesta segunda-feira (1º) sobe de 27 para 34. A cidade ainda conta com um caso confirmado>

Um novo boletim deve ser divulgado ainda na tarde desta segunda para atualizar os dados da Covid-19 no município.

Relembre os sete suspeitos

Mulher, 61, profissional da Saúde. Sintomas: náusea, dor de cabeça, diarreia e tosse. Ela está afastada do trabalho, em isolamento domiciliar, sob monitoramento diário;

Mulher, 71, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: gripais. A profissão da paciente não foi informada pela Vigilância Epidemiológica;

Homem, 52, servidor da Saúde, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: dor de garganta, tosse e cefaleia;

Homem, 59, motorista, tem histórico de viagem, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: calafrios, tosse e dor de garganta;

Mulher, 46, servidora da Saúde, teve contato com caso confirmado. Sintomas: cefaleia, congestão nasal e diarreia;

Mulher, 20, autônoma, teve contato com caso confirmado. Sintomas: náusea, vômito, dor de garganta, congestão nasal;

Homem, 33, servidor da Saúde, único caso sob suspeita que não teve contato com o caso confirmado. Sintomas: cefaleia, febre, dor de garganta e congestão nasal.

Todos os pacientes aguardaram o resultado dos exames em isolamento domiciliar e foram acompanhados pela Vigilância Epídemiológica do município.



CONFIRA O BOLETIM DE COVID DESTA SEXTA

(29/5, às 17h18)



ORTIGUEIRA REGISTRA 4 NOVOS CASOS SUSPEITOS DE COVID
(28/5, às 17h01)

A cidade tem quatro novos casos suspeitos de coronavírus. A informação foi divulgada nesta quinta (28) pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica - confira o perfil dos pacientes.

Ortigueira permanece com um caso suspeito e 21 descartados.  

CIDADE REGISTRA DOIS NOVOS CASOS SUSPEITOS DE COVID-19
(Atualizado em 28/5, às 9h. 27/5, às 17h10)

Ortigueira tem dois novos casos suspeitos de Covid-19. A informação foi divulgada na noite de quarta-feira (27), após o horário de expediente, pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica do município. Com isso, o boletim divulgado na tarde de quarta no site oficial e no Facebook da Prefeitura sofre alteração, aumentando de 6 para 8 casos sob investigação. Confira abaixo o perfil dos dois novos pacientes:

- Mulher, 27, servidora da Saúde. Sintomas: náusea, calafrio, dor muscular, dor de cabeça, tosse e dor de garganta.

- Homem, 68, indígena da aldeia Queimadas. Sintomas: dificuldade para respirar, leve diarreia, tosse e coriza.

A dupla segue em isolamento domiciliar, sob acompanhamento diário da Vigilância Epidemiológica de Ortigueira.

Além dos 8 casos suspeitos, a cidade tem 1 caso confirmado e 21 descartados. O primeiro caso confirmado de Covid-19, anunciado no domingo (24), é o de  uma servidora de 31 anos, que atua na linha de frente de combate ao coronavírus na Secretaria Municipal de Saúde e está afastada do trabalho desde o dia 5 de maio.

A mulher teve o exame coletado no dia 21 de maio, na própria residência, por um servidor devidamente paramentado que seguiu rigorosamente as normas do Ministério da Saúde. A servidora apresentava sintomas como coriza, mal-estar, perda de olfato e cefaleia. Ela está afastada desde o início do mês, quando fez um procedimento cirúrgico em Campina Grande do Sul - a 300 km de Ortigueira.

A paciente está estável e não apresenta sintomas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Ela segue sob monitoramento diário da Vigilância Epidemiológica do município.

Relação de suspeitos

Na última segunda (26) à tarde, a Vigilância Epidemiológica registrou seis casos suspeitos no município. - cinco deles tiveram contato com a paciente que testou positivo para Covid-19:

- Mulher, 71, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: gripais. A profissão da paciente não foi informada pela Vigilância Epidemiológica;

- Homem, 52, servidor da Saúde, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: dor de garganta, tosse e cefaleia;

- Homem, 59, motorista, tem histórico de viagem, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: calafrios, tosse e dor de garganta;

- Mulher, 46, servidora da Saúde, teve contato com caso confirmado. Sintomas: cefaleia, congestão nasal e diarreia;

- Mulher, 20, autônoma, teve contato com caso confirmado. Sintomas: náusea, vômito, dor de garganta, congestão nasal;

- Homem, 33, servidor da Saúde, único caso sob suspeita que não teve contato com o caso confirmado. Sintomas: cefaleia, febre, dor de garganta e congestão nasal.

Atualmente, Ortigueira tem 21 casos descartados – relembre cada um deles.



ORTIGUEIRA CONFIRMA PRIMEIRO CASO DE COVID;
(Publicação original: 25/5. Atualizada em: 26/5, às 11h36)

Ortigueira registra a primeira confirmação de Covid-19 na cidade. A informação foi confirmada pela Prefeitura no domingo (24). Trata-se de uma servidora de 31 anos, que atua na linha de frente de combate ao coronavírus na Secretaria Municipal de Saúde e está afastada do trabalho desde o dia 5 de maio.

A mulher teve o exame coletado na última quinta-feira (21), na própria residência, por um servidor devidamente paramentado que seguiu rigorosamente as normas do Ministério da Saúde. A servidora apresentava sintomas como coriza, mal-estar, perda de olfato e cefaleia. Ela está afastada desde o início do mês, quando fez um procedimento cirúrgico em Campina Grande do Sul - a 300 km de Ortigueira.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, haverá isolamento dos familiares e dos contatos mais próximos da servidora. A coleta de exames será realizada caso essas pessoas apresentem problemas respiratórios.

A paciente está estável e não apresenta sintomas, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Ela segue sob monitoramento diário da Vigilância Epidemiológica do município. O caso está registrado no boletim desta segunda (25) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). 

Seis sob suspeita

No final da tarde de segunda (26), a Vigilância Epidemiológica confirmou seis novos casos suspeitos no município. Os dados foram divulgados após o expediente e, por isso, não entraram no boletim divulgado na tarde de 25/5, que contabilizava 22 casos - 1 confirmado e 22 descartados. O boletim atualizado já está disponível no site oficial da Prefeitura e nas redes sociais.

Confira abaixo o perfil dos seis casos suspeitos - cinco deles tiveram contato com a paciente que testou positivo para Covid-19:

- Mulher, 71, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: gripais. A profissão da paciente não foi informada pela Vigilância Epidemiológica;

- Homem, 52, servidor da Saúde, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: dor de garganta, tosse e cefaleia;

- Homem, 59, motorista, tem histórico de viagem, teve contato com o caso confirmado. Sintomas: calafrios, tosse e dor de garganta;

- Mulher, 46, servidora da Saúde, teve contato com caso confirmado. Sintomas: cefaleia, congestão nasal e diarreia;

- Mulher, 20, autônoma, teve contato com caso confirmado. Sintomas: náusea, vômito, dor de garganta, congestão nasal;

- Homem, 33, servidor da Saúde, único caso sob suspeita que não teve contato com o caso confirmado. Sintomas: cefaleia, febre, dor de garganta e congestão nasal.

Testaram negativo 

Dois exames, coletados na última quinta (21), foram descartados nesta segunda (25) de acordo com a Vigilância Epidemiológica.

Os casos são de um homem de 27 anos, que há três dias apresentou tosse, e de uma mulher de 35 anos, que negou histórico de viagem e relatou sentir dor de garganta, febre e coriza.

Ambos atuavam em departamentos diferentes na Secretaria Municipal de Saúde e aguardaram, em isolamento domiciliar, o resultado dos exames.

Atualmente, Ortigueira tem 21 casos descartados – relembre cada um deles.



ORTIGUEIRA TEM TRÊS CASOS SUSPEITOS E DOIS DESCARTADOS
(21/5, às 9h25)

Ortigueira tem três novos casos suspeitos do novo coronavírus, segundo a Vigilância Epidemiológica do município. Todos os casos são de profissionais que atuam em diferentes departamentos na Secretaria Municipal de Saúde. Os exames foram coletados nesta quinta-feira (21) e ainda não constam nos boletins diários emitidos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

O primeiro caso é o de uma mulher de 31 anos, que há seis dias apresenta sintomas como coriza, mal-estar, perda de olfato e cefaleia. Recentemente, a mulher fez uma viagem a Campina Grande do Sul - a 300 km de Ortigueira - para uma consulta médica. 

O segundo caso é de um homem de 27 anos, que há três dias apresenta tosse.

O terceiro caso é de uma mulher de 35 anos, que apresenta dor de garganta, febre, coriza e não tem histórico de viagem.

Todos os pacientes seguem em isolamento domiciliar, sob monitoramento da Vigilância Epidemiológica, à espera do resultado dos exames.

Testaram negativo

Os dois casos suspeitos do novo coronavírus, anunciados na última segunda-feira (18), estão descartados. A informação foi divulgada pela Vigilância Epidemiológica de Ortigueira na noite de quarta (20). Com isso, sobe para 19 o número de testes que deram negativo para Covid-19 - relembre cada um dos casos.

O primeiro caso era de uma gestante de 38 anos, que apresentou dor de garganta, dor no corpo e relatou ter contato com amigos do estado de São Paulo.

O segundo caso era o de uma colaboradora de serviços gerais, de 50 anos, que atuava na Secretaria Municipal de Saúde. Recentemente, a mulher teve uma consulta médica em Ponta Grossa. Ela apresentou febre, tosse, dor de garganta, calafrios e cefaleia.



ORTIGUEIRA PERMANECE COM DOIS CASOS SUSPEITOS 
(20/5, às 16h54)


CIDADE REGISTRA DOIS NOVOS CASOS SUSPEITOS 
(18/5, às 16h51)

Ortigueira tem dois novos casos suspeitos de Covid-19. Segundo a Vigilância Epidemiológica do município, os testes foram coletados nesta segunda-feira (18) e os dados ainda não foram contabilizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). No final de semana, a cidade havia conseguido zerar os casos suspeitos.

O primeiro caso é de uma gestante de 38 anos, que apresentou dor de garganta, dor no corpo e relata ter tido contato com amigos do estado de São Paulo.

O segundo caso é o de uma colaboradora de serviços gerais, de 50 anos, que atua na Secretaria Municipal de Saúde. Recentemente, a mulher teve uma consulta médica em Ponta Grossa. Ela apresentou febre, tosse, dor de garganta, calafrios e cefaleia.

O teste de ambos os pacientes foi coletado em suas próprias residências. Os dois permanecem em isolamento familiar, sob monitoramento diário da Vigilância Epidemiológioca de Ortigueira.

Testaram negativo

A cidade tem, no momento, 17 casos descartados. Não há confirmações da doença em Ortigueira.



ORTIGUEIRA ZERA CASOS SUSPEITOS DE COVID-19
(18/5, às 10h30)

Ortigueira não tem casos suspeitos do novo Coronavírus. A informação foi divulgada na sexta (15), pela Vigilância Epidemiológica de Ortigueira, e no sábado (16), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

O caso, que permanecia sob suspeita desde 13 de maio, era o de uma mulher de 76 anos. A paciente teve os exames coletados em 12 de maio.

A Vigilância Epidemiológica de Ortigueira diz não ter acesso aos dados sobre os sintomas da paciente,  tendo em vista que os exames foram realizados em Telêmaco Borba, e que apenas tem acesso a notificações com nomes (mantido em sigilo por questão de ética jornalística) e idades dos pacientes, além de datas de coletas e resultados de exames.  

Ortigueira tem, portanto, 17 casos descartados de Covid-19. Não há confirmações da doença na cidade. A Sesa deve divulgar um novo boletim na tarde desta segunda (18) para atualizar os dados da cidade e do Estado. 



CIDADE PERMANECE COM UM CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS
(15/5, às 10h47)

Ortigueira permanece com um caso suspeito de Covid-19, conforme a Vigilância Epidemiológica do município havia divulgado na última quarta (13). A previsão é de que o resultado seja divulgado na tarde desta sexta-feira (15).

O dado ainda não consta no boletim diário da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Ortigueira, até quinta (14), não tinha casos suspeitos segundo a Sesa. Não há, até o momento, casos confirmados da doença no município. Foram descartados, conforme a Vigilância Epidemiológica, 16 casos.



VEJA O NÚMERO DE TODAS AS UBS'S DA CIDADE 

(14/5, ÀS 16H45)



APLICATIVO AJUDA A COMBATER A COVID; SAIBA COMO BAIXAR
(14/5, ÀS 16H30)

Lançado no final de março pela Prefeitura, o aplicativo GovFácil Cidadão reúne informações e disponibiliza canais de atendimento aos cidadãos. O aplicativo (app), uma nova ferramenta da Ouvidoria Geral do município, conta com um chat em que é possível encaminhar dúvidas e sugestões, durante 24 horas por dia, sobre os serviços públicos disponíveis na cidade.

A proposta é ser uma fonte confiável para se obter informações verídicas. Diante da pandemia de coronavírus (Covid-19) e do excesso de fake news (notícias falsas), será possível acompanhar as atualizações sobre a Covid-19, ter acesso a notas oficiais e informações de interesse público, como detalhes sobre o vírus, os sintomas, as formas de transmissão e tratamento.

Informações gerais sobre o atendimento das secretarias municipais e esclarecimentos diversos, como procedimentos para obtenção de documentos, também podem ser solicitados pelo GovFácil Cidadão.

Onde baixar

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente por meio das lojas de aplicativo AppStore, para iPhone e iPad, e Google Play, para Android.



VEJA COMO EVITAR O CONTÁGIO DO NOVO CORONAVÍRUS 
(14/5, às 14h20)

Há uma série de cuidados básicos que ajudam a diminuir o risco de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, como o novo coronavírus:

Lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão ou gel, incluindo os pulsos, entre os dedos e embaixo da unha;

Limpar os objetos com álcool em gel;

Manter os ambientes ventilados e arejados e cobrir a boca e o nariz com o braço ou um lenço descartável quando for tossir ou espirrar.

No início da pandemia, em meados de março, a recomendaçã era a de que as máscaras de pano fossem usadas apenas em casos especiais, por quem já apresentava os sintomas da doença ou tivesse contato com pessoas infectadas.

No dia 29 de abril, a máscara  virou item obrigatório para sair às ruas em todas as cidades paranaenses. Produzidas em tecido, as máscaras devem ser utilizadas, conforme a Lei Estadual 20.189/20, em espaços abertos ao público ou de uso coletivo, como ruas, parques e praças, estabelecimentos comerciais, industriais e bancários, repartições públicas, assim como no transporte público de passageiros (ônibus, trens, aviões, táxis e aplicativos de transporte) e onde houver aglomeração de pessoas.



Cuidados redobrados

Além das recomendações básicas, é necessário, também, ficar atento ao que não fazer:

É importante não compartilhar objetos pessoais, como toalhas, talheres, canetas e celulares;



Evitar lugares com muita concentração de pessoas;

Não tocar o nariz, olhos e boca antes de lavar as mãos e não cumprimentar as pessoas com abraços, beijos e apertos de mão.

O coronavírus costuma ser transmitido pelo contato com pessoas infectadas, por meio de secreções como gotículas de saliva, espirro tosse ou catarro. O vírus pode se disseminar por meio do toque ou aperto de mão ou pelo contato com objetos ou superfícies contaminados, como aparelhos eletrônicos, talheres, notas de dinheiro, entre outros.



Sintomas da Covid

Os principais sintomas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são semelhantes ao de um resfriado, como febre, tosse seca, dificuldade para respirar e insuficiência renal nos casos mais graves. Caso apresente esses sintomas, é importante procurar ajuda médica imediata para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Tratamento 

Assim que os sintomas surgirem, é importante procurar ajuda médica imediata para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Juntamente com as orientações do especialista, algumas medidas simples podem ajudar, como:

Fazer repouso;

Beber bastante água;

Tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse;

Usar umidificador de ar.

ORTIGUEIRA TEM NOVO CASO SUSPEITO E DOIS DESCARTADOS DE COVID 
(13/5, às 17h08)

Ortigueira tem um caso suspeito de Covid-19 e dois novos descartados, informou a Vigilância Epidemiológica do município nesta quarta-feira (13). Os exames dos três casos foram feitos pelo Hospital Doutor Feitosa, de Telêmaco Borba. Não há, até o momento, casos confirmados da doença.

A Vigilância Epidemiológica de Ortigueira diz não ter acesso aos dados sobre os sintomas dos pacientes,  tendo em vista que os exames foram realizados em outra cidade, e que apenas tem acesso a notificações com nomes (mantido em sigilo por questão de ética jornalística) e idades dos pacientes, além de datas de coletas e resultados de exames.  

O novo caso, suspeito de ter contraído o novo coronavírus, é o de uma mulher de 76 anos. O exame foi coletado na terça (12). Não há previsão para a data de divulgação do resultado. 

Testaram negativo

Com a divulgação nesta quarta (13) de dois novos casos que testaram negativo para Covid-19, o número de casos descartados sobe de 14 para 16.

O primeiro caso é o de uma mulher de 65 anos. O exame foi coletado em 8/5 e o resultado saiu na última segunda (11).

Também descartado, o segundo caso é o de um homem de 83 anos, que fez a coleta em 9/5 e teve o resultado divulgado na segunda (11).

ORTIGUEIRA ZEROU CASOS DE COVID-19, DIZ SESA
(13/5, às 14h)

Não há casos suspeitos do novo coronavírus em Ortigueira, de acordo com boletim divulgado na tarde de terça-feira (12) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Também não havia, até terça, casos confirmados da doença no município. Ao todo, Ortigueira já teve 14 casos sob investigação - todos eles descartados

Nesta quarta (13), a Vigilância Epidemiológica do município deve atualizar os números da Covid-19 em Ortigueira. Mais informações em breve.

RELEMBRE OS CASOS DESCARTADOS DE COVID-19 EM ORTIGUEIRA
(21/5, às 9h20)

Desde o dia 23 de março - data do primeiro caso suspeito de Covid-19 - até esta quinta-feira (21), Ortigueira contabiliza 19 casos descartados do novo coronavírus. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde.

Não há, até o momento, nenhum caso confirmado. Confira abaixo quais casos testaram negativo para Covid-19:

1º  caso

Registrado em 23 de março. O caso era de um homem, que mora em Ortigueira e trabalha diariamente em Telêmaco Borba.

Com 26 anos, ele deu entrada no Hospital Doutor Feitosa, em Telêmaco Borba, no dia 22 de março. O homem, que apresentava coriza, dor no corpo, cefaleia, mas sem febre, foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar até a divulgação do resultado dos exames.

2º caso

Servidora municipal que atua como técnica em enfermagem em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada na zona rural, a cerca de 6 km de distância do Centro de Ortigueira.

Com 45 anos, a mulher apresentou tosse, dor de garganta, calafrios, cefaleia e coriza, desde o dia 21 de março. A trabalho, ela fez uma visita a moradores da zona rural e esteve em contato com parentes que estavam de passagem, vindos de São Paulo, onde o surto foi reconhecido nacionalmente.

A coleta para o exame da servidora municipal foi realizada no dia 24 de março pela Vigilância Epidemiológica de Ortigueira. Ela foi afastada do serviço e orientada a permanecer em isolamento domiciliar até a divulgação do resultado.

3º caso

Divulgado pelo boletim da Sesa em 25 de março, era uma moradora de Ortigueira que foi avaliada pelo hospital Instituto Doutor Feitosa, em Telêmaco Borba. Aos 40 anos, ela apresentou sintomas gripais leves. O caso também está descartado.

4º caso

Homem de 29 anos, que esteve recentemente no alojamento de funcionários da empresa em que atua em Telêmaco Borba, cidade com o maior número de suspeitas de Covid-19 região dos Campos Gerais.

Ele deu entrada no Pronto Atendimento Municipal (PAM) de Ortigueira no dia 24 de março, apresentando febre, cefaleia, coriza, esforço respiratório e coriza. O paciente foi atendido por um servidor adequadamente protegido em quarto de isolamento no PAM. Medidas de higiene também foram tomadas após a coleta de exames. Em isolamento domiciliar, ele aguardou o resultado dos exames.

5º caso

Jovem de 24 anos, portadora de necessidades especiais, que morreu em Ortigueira na última sexta-feira (27). Na sexta (27), a jovem foi levada ao PAM já desacordada, com alteração de quadro neurológico e sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Foi coletada amostra para exame de Covid-19, mesmo ela não tendo sintomas básicos da doença. Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde não tem informações sobre a causa da morte da jovem.

6º caso

Aposentada de 68 anos, foi atendida em 26 de março no PAM de Ortigueira. Ela negou ter viajado para cidades em que o surto foi reconhecido. A aposentada foi monitorada pela Vigilância Epidemiológica do município e, em isolamento domiciliar, aguardou o resultado dos exames.

7º caso

Empresário de 55 anos que, por fazer exames particulares no Hospital do Coração, em Londrina, não constava, até 11 de abril, nos registros da Vigilância Epidemiológia de Ortigueira. O empresário apresentava sintomas de pneumonia e tinha feito, recentemente, uma viagem aos Estados Unidos. 

8º caso

Servidora municipal da área da Saúde, de 32 anos, que atua na coleta de exames de Covid-19 em Ortigueira. O exame da servidora foi coletado no dia 8 de abril e, desde então, ela permaneceu em isolamento familiar, sob monitoramento da Vigilância Epidemiológica.

9º caso

Uma paciente indígena da etnia caingangue, residente na aldeia Mococa, foi internada com pneumonia e febre na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto Doutor Feitosa (IDF), em Telêmaco Borba, no dia 11 de abril.

Aos 73 anos, a mulher não fez viagens a outras cidades em que o surto foi reconhecido. Ela deixou a aldeia, porém, quatro vezes entre os dias 29/3 e 6/4, para dar entrada no Pronto Atendimento Municipal (Pam), apresentado dores na região lombar e problemas intestinais.

A mulher permaneceu no Pam sem qualquer tipo de isolamento, chegando a dividir o quarto com outros pacientes. "Não havia necessidade, para os nossos médicos, de realizar o exame de Covid-19. O teste foi feito, mesmo assim, para cumprir o protocolo do hospital em Telêmaco Borba, o IDF, onde a paciente seria transferida", justifica Diego Franciscato, enfermeiro responsável pelo setor da Vigilância Epidemiológica de Ortigueira.

Não há outros caingagues na aldeia Mococa com sintomas de Covid-19, segundo a Vigilância Epidemiológica.

10º caso

Uma idosa de 82 anos apresentou tosse, febre e não tinha histórico de viagens. O teste foi realizado no dia 8 de abril e a mulher seguiu em isolamento familiar até a revelação do exame, que deu negativo para Covid-19. 

11º caso

Um índio caingangue, de 31 anos, que trabalha na área da Saúde, apresentou coriza, febre e tosse. Ele reside, temporariamente, nas duas aldeias em que atua, Mococa e Queimadas - local em que a coleta de exame foi realizada no dia 13 de março. Foi o segundo caso registrado de suspeita de um paciente de etnia indígena. 

12º caso

O caso, anunciado pela Secretaria Municipal de Saúde em 30 de abril, era o de uma mulher de 27 anos, que deu entrada no Pronto Atendimento Municipal (Pam), na madrugada de 30 de abril, apresentando tosse e febre persistente há dois dias. A jovem foi transferida, ainda durante a madrugada, para o Hospital Doutor Feitosa, em Telêmaco Borba.

A paciente reside na área rural de Ortigueira e negou ter viajado para cidades em que o surto de Covid-19 foi reconhecido.

13º caso

O caso é de um homem de 50 anos, que chegou de Minas Gerais e trabalha na cidade. O teste foi feito pelo município porque ele esteve, recentemente, em grandes aeroportos no País. O homem, que não apresentou sintomas, esteve sob monitoramento diário da Vigilância Epidemiológica até a divulgação do resultado dos exames, em 8 de maio.

14º caso

Uma mulher de 35 anos, que apresentou tosse seca, falta de ar, febre e temores em 30 de abril. A paciente fez o teste por meio do setor privado de Telêmaco Borba, onde se manteve em isolamento domiciliar até a divulgação dos exames, em 8 de maio.

15º caso

O primeiro caso é o de uma mulher de 65 anos. O exame foi coletado em 8/5 e o resultado saiu na última segunda (11). Não há mais informações sobre o paciente, segundo a Vigilância Epidemiológica de Ortigueira. 

16º caso

Também descartado, o segundo caso é o de um homem de 83 anos, que fez a coleta em 9/5 e teve o resultado divulgado na segunda (11). Não há mais informações sobre o paciente, segundo a Vigilância Epidemiológica de Ortigueira. 

17º caso

O caso, que permanecia sob suspeita desde 13 de maio, era o de uma mulher de 76 anos. A paciente teve os exames coletados em 12 de maio. O resultado dos exames foi divulgado em 15 de maio. Não há mais informações sobre a paciente, segundo a Vigilância Epidemiológica de Ortigueira. 

18º caso

O primeiro caso era de uma gestante de 38 anos, que apresentou dor de garganta, dor no corpo e relatou ter contato com amigos do estado de São Paulo.

19º caso

O segundo caso era o de uma colaboradora de serviços gerais, de 50 anos, que atuava na Secretaria Municipal de Saúde. Recentemente, a mulher teve uma consulta médica em Ponta Grossa. Ela apresentou febre, tosse, dor de garganta, calafrios e cefaleia.

Saiba mais sobre o trabalho da Prefeitura em: 
https://www.facebook.com/PrefOrtigueira/
 

Confira quais são os 10 casos que testaram negativo para Covid-19 Credito: Domínio Público

 Galeria de Anexos

 COMPRAS COVID TABELA

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: De segunda à sexta - Das 08:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30