Rua São Paulo - Centro - CEP 84350-000 - Ortigueira - PR | 42-32771388 42-99122-5102

Educa??o

IFPR: Escola do Campo de Ortigueira torna-se refer?ncia no Paran? e sedia F?rum de Recursos Naturais

Quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Última Modificação: // | Visualizada 2379 vezes

FÓRUM IFPR


Ouvir matéria

Nos dias 27 e 28 de novembro, a Escola do Campo de Ortigueira sediou o III Encontro do Fórum de Recursos Naturais. A atividade, coordenada pela PROENS - Pró Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Paraná - IFPR, teve a participação de professores de oito Campus do instituto: Irati, Palmas, Paranaguá, Foz do Iguaçu, Umuarama, Capanema, Campo Largo e Telêmaco Borba. Participaram também três Diretores Gerais (Palmas, Capanema e Campo Largo), além do Diretor de Ensino Superior da PROENS, Ariel Scheffer e do Pró-Reitor de Ensino, Ezequiel Westphal.

A Escola do Campo de Ortigueira conta hoje com o curso de Agroecologia e tornou-se referência no Paraná, um dos motivos pelo qual recebeu o encontro. Segundo professor Roberto Martins, a Agroecologia esteve entre um dos principais temas. \"É um curso que está se desenvolvendo no instituto, que precisa de diretrizes para garantir sua proposta. É preciso combinar o trabalho no campo com o estudo\", disse.

De acordo com o Pró-Reitor de Ensino, os fóruns vêm acontecendo no IFPR e têm organizado a estrutura dos cursos. \"Este fórum é um dos mais importantes, senão o mais significativo do Instituto neste momento. Ele nasceu como uma experiência piloto e duas vezes ao ano os professores se encontram em um dos campus e trocam experiências pedagógicas de pesquisa, convivência e aprendizagem\", explicou Westphal.

O fórum promoveu debates entre os professores e abordou temas diversos como Educação no Campo, Agroecologia, Reorganização Curricular dos cursos, Formação de professores, entre outros. Para o diretor de ensino superior, Ariel Scheiffer, é a partir do fórum que podem ser criadas novas políticas dentro do instituto. \"Vamos levar as ideias para a pró-reitoria de ensino e tentar institucionalizar políticas internas, tanto na pesca e aquicultura como no campo\", disse.

Durante o evento, também houve Feira de Sementes Crioulas e a 1ª Mostra de Trabalhos de Pesquisa e Extensão, além de apresentação de modas de viola caipira e poesias.

Desafios da Agroecologia

Para além dos debates, os participantes do fórum puderam conhecer a estrutura da Escola do Campo em Ortigueira (alojamentos, refeitórios, sala, áreas de produção animal e vegetal), localizada no Assentamento Estrela. A proposta pedagógica é baseada na concepção da Educação do Campo, incluindo atividades de produção de sementes crioulas e a mandala, onde se cultivam plantas medicinais. A escola foi construída em uma área cedida pela Associação do Assentamento, com o apoio e parceria da prefeitura, responsável pelas obras e doação de materiais. Este ano, será formada a primeira turma, com 20 alunos.

Para Ariel Scheiffer, a estrutura encontrada em Ortigueira surpreendeu. \"Só tinha visto quando tudo ainda estava bem no início. Depois de ver a reforma, vemos que hoje está tudo funcionando muito bem, ficamos felizes de ver essa construção. E a comunidade tem o maior mérito, pois realmente acredita nessa proposta e ajuda na sua implementação\".

De acordo com o Pró-Reitor de Ensino, Ezequiel Westphal, a proposta da agroecologia rompe com a concepção tradicional dos cursos de agronegócio, agricultura ou agropecuária, por exemplo.

\"É uma proposta diferenciada, mais voltada para a realidade das comunidades rurais, dos assentamentos de sem terras, dos movimentos sociais, dos povos indígenas e tantas minorias sociais. É um curso voltado aos camponeses, para que possam repensar seu saber da terra, sua cultura local, aprendendo novas técnicas e novos conhecimentos científicos. No IFPR é um curso que está se firmando, com uma estrutura muito positiva. Em Ortigueira o curso já está bem organizado, mas são caminhadas distintas em cada campus\", conclui.

Fonte: Fernanda Rodrigues

legenda Crédito: creditos
Legenda: legenda

 Veja Também