Rua São Paulo - Centro - CEP 84350-000 - Ortigueira - PR | 42-32771388

Agricultura

Apicultores de Ortigueira participam da Apimondia 2011, na Argentina

Sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Última Modificação: // | Visualizada 1846 vezes

APIMONDIA


Ouvir matéria

Apicultores de Ortigueira, participam de uma missão empresarial em Buenos Aires, na Argentina. Eles vão conferir, em primeira mão, as novidades do setor apícola, durante o 42º Congresso Internacional de Apicultura - Apimondia 2011.

Mais de 10 mil visitantes do mundo estarão presentes no evento, de 21 a 27 de setembro, na capital portenha. Na ocasião, também serão apresentados, durante painéis, dois resumos, com os resultados parciais de uma pesquisa de análise da qualidade do mel ortigueirense.

De acordo com Fabrício Pires Bianchi, consultor do Sebrae/PR, a missão tem como objetivo buscar novas tecnologias, oportunidades comerciais e aumentar a rede de contatos. \"Além de visitar a área de exposição e os estandes que apresentarão projetos científicos, os produtores poderão ter acesso a fornecedores de insumos que atuam no mercado internacional.\"

Para a presidente da Associação de Produtores de Mel de Ortigueira (Apomel), Ana Mozuski Kutz, a experiência será válida para aprimorar o conhecimento dos associados. \"O mundo inteiro estará presente na Apimondia e será uma oportunidade única de conhecer as novidades do setor\", afirma Ana Kutz.

O engenheiro-agrônomo do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Henry Rosa, comenta que, pela primeira vez, os produtores ortigueirenses terão acesso a novas informações. \"A participação será uma espécie de intercâmbio tecnológico, no qual eles poderão visualizar o que está sendo feito no cenário mundial\", acrescenta.


Diferenciação

Estudo desenvolvido pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR), com a participação do Sebrae/PR e apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (SETI), irá identificar a qualidade do mel produzido em Ortigueira. As análises parciais serão apresentadas durante o Apimondia 2011.

A caracterização do mel ortigueirense terá grande relevância mercadológica. Segundo Fabrício Bianchi, do Sebrae/PR, o produto da região é conhecido como um dos melhores do Brasil. Contudo, até então, não havia nenhuma comprovação científica atestando a qualidade.

A pesquisa vai validar a qualidade do mel, aumentando o valor agregado e atraindo novos compradores. Além disso, a notoriedade científica e a identificação do produto viabilizarão o processo para a obtenção da Indicação Geográfica (I.G.) do mel produzido em Ortigueira. A I.G. é concedida pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

\"Trabalhamos em todos os itens exigidos pelo INPI para receber a indicação de procedência do mel produzido em Ortigueira e arredores. A I.G. certifica o grau de qualidade do produto. Isso significa que o valor da venda do mel ortigueirense será maior, aumentando a renda das famílias produtoras\", aponta o consultor do Sebrae/PR.

Heverson Feliciano, gerente da Regional Norte do Sebrae/PR, acredita que o projeto é inédito e que refletirá na competitividade dos produtores. \"Não existia nenhum controle na produção do mel e as condições diferenciadas, comprovadas pela pesquisa, tornam o produto peculiar, o que interfere no preço da venda. A comunidade e o mercado serão beneficiados\", afirma.

Os resultados parciais do estudo demonstram que a cor clara é uma peculiaridade do mel produzido em Ortigueira. Das 62 amostras analisadas, 56 (que representam 90%) estão acima da coloração âmbar claro. Entre as 56 amostras, 39 apresentam coloração extra-branco. A característica, relacionada à florada da região, deve aumentar o interesse dos exportadores europeus, que valorizam o mel claro. As amostras foram cedidas por 45 produtores.

A pesquisadora do Iapar, Maria Brígida dos Santos Scholz, que coordena o projeto, salienta que a apresentação dos painéis no maior congresso científico do segmento apícola é uma oportunidade de mostrar para produtores e fornecedores do mundo inteiro a qualidade do produto. \"A pesquisa é resultado de um esforço conjunto para a valorização do mel produzido na região de Ortigueira. O reconhecimento do estudo durante um evento científico conceituado é a coroação do nosso trabalho e a certeza de que estamos no caminho certo\".

Fonte: Fernanda Rodrigues

 Galeria de Fotos

 Veja Também