Rua São Paulo - Centro - CEP 84350-000 - Ortigueira - PR | 42-32771388

Secretaria de sa?de intensifica vacina??o contra hepatite B

Terça-feira, 23 de agosto de 2011

Última Modificação: // | Visualizada 1874 vezes

VACINAÇÃO


Ouvir matéria

ATENÇÃO: A secretaria da saúde informa que intensificou a vacinação contra a Hepatite B no município. A intensificação está sendo realizada nas unidades de saúde para a população que ainda não tomou a vacina, em especial na faixa etária dos 19 aos 29 anos.

A vacina é feita em três doses, sendo a segunda após um mês, e a terceira após cinco meses. A secretaria pede que a população procure as unidades de saúde o quanto antes.



--

Saiba mais – Hepatite B


O vírus da hepatite tipo B (HBV) é transmitido sobretudo por meio do sangue. Usuários de drogas injetáveis e pacientes submetidos a material cirúrgico contaminado e não-descartável estão entre as maiores vítimas, daí o cuidado que se deve ter nas transfusões sangüíneas, no dentista, em sessões de depilação ou tatuagem.

O vírus da hepatite B pode ser passado pelo contato sexual, reforçando a necessidade do uso de camisinha. Freqüentemente, os sinais das hepatites B podem não aparecer e grande parte dos infectados só acaba descobrindo que tem a doença após anos e muitas vezes por acaso em testes para esses vírus.

Quando aparecem, os sintomas são muito similares aos da hepatite A (febre, pele e olhos amarelados, náusea e vômitos, mal-estar, desconforto abdominal, falta de apetite, urina com cor de coca-cola e fezes esbranquiçadas), mas ao contrário desta, a B pode evoluir para um quadro crônico e então para uma cirrose ou até câncer de fígado.

Tratamento:

Não existe tratamento para a forma aguda. Se necessário, apenas sintomático para náuseas e vômitos. O repouso é considerado importante pela própria condição do paciente.

A utilização de dieta pobre em gordura e rica em carboidratos é de uso popular, porém seu maior benefício é ser de melhor digestão para o paciente sem apetite. De forma prática deve ser recomendado que o próprio indivíduo doente defina sua dieta de acordo com sua aceitação alimentar. A única restrição está relacionada à ingestão de álcool. Esta restrição deve ser mantida por um período mínimo de seis meses e preferencialmente de um ano.

Prevenção:

A prevenção da hepatite B inclui o controle efetivo de bancos de sangue através da triagem sorológica; a vacinação contra hepatite B, disponível no SUS,conforme padronização do Programa Nacional de Imunizações (PNI); o uso de imunoglobulina humana Anti-Vírus da hepatite B também disponível no SUS, conforme padronização do Programa Nacional de Imunizações (PNI); o uso de equipamentos de proteção individual pelos profissionais da área da saúde; o não compartilhamento de alicates de unha, lâminas de barbear, escovas de dente, equipamentos para uso de drogas; o uso de preservativos nas relações sexuais.

 

 IMPORTANTE

  •  Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Fonte – Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde 

(http://bvsms.saude.gov.br/html/pt/dicas/62hepatite.html)

Fonte: Fernanda Rodrigues

 Galeria de Fotos

 Veja Também